Apoio a Weintraub predomina no Twitter

Foto: Istoé


Após a divulgação dos erros na pontuação do Enem e na divulgação do Sisu, o Twitter hoje (29) foi palco de disputa entre apoiadores e críticos do ministro da Educação, Abraham Weintraub. Em meio à crise gerada no MEC que envolveu denúncias de candidatos ao Ministério público, relatando erros na contagem de pontos, a hashtag #ficaweintraub atingiu 68% das menções ao assunto coletadas por pesquisa da Metapolítica.


O tema alcançou os trending topics e se manteve na lista dos assuntos mais falados da rede durante todo o dia que sucedeu a data da divulgação dos aprovados no exame pelo Sisu. A Metapolítica monitorou as publicações e recolheu uma amostra de 7001 tweets sobre o assunto que dominou a rede.


Verificou-se que o cenário de crise no ENEM foi direcionado à figura de Abraham Weintraub. As mobilizações na rede, entretanto, foram de apoio ao ministro em sua maioria. Secundariamente, outras personalidades ou contas citadas foram @arthurweint (Arthur Weintraub, irmão do ministro da Educação), @bolsoneas (perfil satírico de apoio ao presidente Bolsonaro) e @leandroruschel, influenciador bolsonarista. Os resultados gerais obtidos pelo levantamento foram os seguintes:


# ficaweintraub - (68,65%)

# erronalistadeespera - (18,88%)

# demitamweintraubja - (3,2%)

# erronosisu - (1,3%)

# allannostfnao - (0,76%)

# weintraubfica - (0,69%)

# bolsonarosalvouobrasil - (0,66%)

Outras hashtags – 5,2%



O caráter negativo ou positivo das manifestações, na maioria dos casos, foi determinado pelo conteúdo da própria hashtag. Ou seja, durante a análise, poucos comentários negativos continham a hashtag #ficaweintraub, por exemplo, ainda que com finalidade crítica ao movimento pela permanência do ministro.


De acordo com reportagem publicada pelo portal G1, Weintraub atribuiu o erro um problema mecânico em equipamento da gráfica responsável pela diagramação, manuseio, embalagem, rotulagem e entrega dos cadernos de provas aos Correios.


Ainda segundo o ministro, cerca de seis mil candidatos teriam sido afetados pelo erro de correção no Enem. Nesta edição, o número de vagas pelo Sisu totalizou 237.128 em 128 instituições de ensino superior públicas de todo o país.



113 visualizações
Acompanhe nosso trabalho em:
Fale conosco.png